segunda-feira, 25 de abril de 2011

Minha conversão

Meus pais se converteram praticamente quando eu nasci, então pode-se dizer que eu sou o que se chama de "crente de berço".
É muito comum você conhecer histórias de inúmeros crentes desde pequenos que as vezes "precisam" perder o rumo para poder voltar como o filho pródigo e ter uma real experiência com Deus. Esse não é o meu caso.
Sempre estive na igreja, sempre fui "crente", mesmo com altos e baixos, mesmo tendo momentos em que eu me sentia fora do corpo de Cristo, mas parmaneci na igreja e fui adquirindo maturidade.
Cheguei num ponto da minha vida que, apesar de novo, acreditei ser a minha fase de maior maturidade física e espiritual, onde eu realmente pude me firmar e me declarar um Cristão, defender a bíblia e minhas teses baseadas nela. Passei um bom tempo seguindo a Deus fielmente e me julgando uma boa pessoa, reta e andando nos caminhos do Senhor.

Hoje eu percebi que mesmo nesses meus melhores momentos de "caminhada cristã" eu não fui digno de ser chamado cristão de verdade. Ser cristão é ser parecido com Cristo e no final do ano passado eu me fiz essa pergunta: -Eu sou parecido com Jesus?
Mesmo estando desde pequeno na igreja, me declarando cristão abertamente durante toda a minha vida, eu ouso dizer que eu me converti de verdade no início desse ano... Mesmo com tantos ensinamentos que aprendi durante toda a minha vida na igreja, hoje eu me considero redescobrindo a bíblia, estou vivendo novamente o primeiro amor, um amor verdadeiro que excede todo o entendimento, vivendo momentos de alegria mesmo em situações que resultariam no contrário.

Eu estou escrevendo isso hoje porque talvez, assim como eu, você tenha vivido uma vida dentro da igreja, uma vida "cristã" e talvez você esteja pensando em se desviar para poder retornar como o filho pródigo, mas eu quero te dizer que Jesus mudou a minha vida! Mesmo quando eu achei que ela estava nos caminhos dEle... E hoje eu sou outra pessoa.

Existe alguém dentro de você que talvez você mesmo não conheça. A partir desse momento eu comecei a agir de maneira que eu não agia, falar de maneira que eu não falava e eu comecei a dizer pras pessoas que eu não me conhecia mais, mas Deus falou comigo através de uma pessoa e disse que eu sempre fui assim porque foi assim que Deus me criou... Provavelmente tem muito mais sobre nós mesmos que nós não nem fazemos idéia...

Não iniba a unção de Deus na sua vida. Se você já entregou a sua vida pra Jesus, mas sente que você poderia estar melhor, entreguesse totalmente e viva pra Ele sendo assim digno de ser chamado Cristão, sendo parecido com Jesus!